Newsletter

Direitos Humanos

Comemorações do Dia Internacional da Consciencialização Contra a Violência a Pessoa Idosa

19.06.2019

Crédito: PSCM-PS

O dia 15 de Junho marcou as comemorações do Dia Internacional de Consciencialização Contra a Violência a Pessoa Idosa. As cerimónias centrais foram realizadas no distrito da Manhiça, província de Maputo e replicaram-se um pouco por todas as províncias do país. Vários foram os intervenientes que numa só voz, reiteraram que “a pessoa idosa é fonte de sabedoria, por isso a necessidade de cuidarmos dela”. Na efeméride estiveram presentes o Governo, organizações da sociedade civil, líderes comunitários e religiosos e, em especial as pessoas idosas.

Simão Lombora é exemplo dos tantos idosos presentes. Vovô Simão, como respeitosamente é chamado, tem longa caminhada na estrada da vida. De 67 anos, fala dos seus desgostos em relação ao tratamento prestado a esta camada. A sua indignação pelo desrespeito dos direitos da pessoa idosa é evidente. Aliás, vovô Simão é líder de uma congregação religiosa, e fica enfurecido quando recebe lamentações de maus-tratos que os crentes idosos apresentam.

Os mais novos também marcaram comparência nas cerimónias. Aliás, são eles os jovens de amanhã, por isso, a necessidade de serem munidos de informações positivas em relação à terceira idade.  Joana Elias era uma das jovens presentes, de 14 anos, frequentadora da 9.ª classe na Escola Secundaria da Manhiça. Quando crescer, Joana diz querer ser advogada. Este sonho é motivado pelo facto de gostar de defender as pessoas desprotegidas e desprovidas de recursos. E, porque neste dia inevitavelmente falou-se da lei de promoção e protecção dos direitos da pessoa idosa, Joana não escondeu sua felicidade em saber que o país tem uma lei que protege esta camada. Uma vez que ela tem uma avó, vai ler este instrumento e sensibilizar os seus amigos, para juntos, poderem ajudar este grupo sempre que virem alguma violação dos seus direitos.