Newsletter

Desporto

Medalhas das Olimpíadas de Tóquio 2020 serão feitas de lixo electrónico reciclado

13.02.2019

Há três anos, o comité responsável pela organização das Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio 2020 anunciou o plano de produzir as medalhas à partir dos metais encontrados em restos de aparelhos electrónicos descartados e obsoletos.

O projecto parece que funcionou! O Comité Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 anunciou a poucos dias que deverá atingir os seus objectivos de colectar a quantidade de material necessário até 31 de Março de 2019.

A campanha de colecta de dispositivos electrónicos descartados e obsoletos – incluindo smartphones, câmeras digitais, jogos portáteis e laptops – foi lançada em todo o país em Abril de 2017. Aproximadamente 47.488 toneladas de dispositivos descartados foram colectados pelas autoridades municipais em todo o Japão.

A demanda pretendida para as medalhas de bronze (cerca de 2.700 kg) já foi alcançada. As de ouro e prata estão bem perto, foram colectados 93,7% dos 30,3 kg necessários para as medalhas de ouro e 85,4% dos 4,100 kg para as medalhas de prata.

O projecto ofereceu ao público a oportunidade de desempenhar um papel importante nos preparativos dos jogos, ao mesmo tempo em que chamava a atenção para a importância da sustentabilidade.

Os desenhos das medalhas Olímpicas e Paralímpicas de Tóquio serão revelados no verão de 2019.

 

Assista ao vídeo sobre o projecto: